Curta e Siga


Drenagem Linfática no tratamento do Linfedema





Melhores preços do Magazine Luiza. Clique aqui




O linfedema se desenvolve quando os vasos linfáticos deixam de drenar normalmente o fluído intersticial. Esta drenagem inadequada vai levando ao acúmulo progressivo deste fluído nos tecidos, gerando o aumento de volume e o aspecto de inchaço.

Acesse o blog da Saúde

Vários fatores podem causar os linfedemas. Entre eles está a malformação congênita e infecções. A mais comum delas é a chamada erisipela, que é uma infecção cutânea causada geralmente por bactérias e que se dissemina pelos vasos linfáticos. 

Mas, existem outras formas de desenvolver este problema. Alguns tipos de câncer, por exemplo, podem invadir os vasos linfáticos e os gânglios causando compressão e obstrução. No tratamento cirúrgico da doença, pode ser necessária a retirada de gânglios e dos vasos linfáticos, o que prejudica a drenagem da linfa e pode gerar o linfedema.

Os sintomas mais comuns do linfedema está o aumento de volume de alguma região corporal, predominantemente em membros inferiores ou superiores.

Os linfedemas leves geralmente não causam limitação, enquanto os graves podem levar à incapacidade funcional importante do membro afetado. Com a progressão do edema pode haver endurecimento da pele e fibrose do tecido, o que acaba gerando sofrimento progressivo com escurecimento da pele.

Nos casos mais simples, tratamento do linfedema consiste basicamente no controle do edema, com a compressão elástica e terapia de drenagem linfática no membro afetado. A drenagem linfática estimula e facilita a passagem da linfa acumulada para o sistema linfático, trazendo inúmeros benefícios para quem recebe

A drenagem linfática serve de estímulo externo para melhorar a circulação sanguínea no organismo, visto que o acúmulo de linfa pode aumentar a pressão interna exercida sobre artérias e veias, dificultando a circulação e o transporte de nutrientes pelo sangue.

A  orientação profissional adequada para a prática de exercícios e tratamento fisioterapeutico certamente trará resultados mais efetivos. O fisioterapeuta com técnicas e recursos específicos como: drenagem linfática, fortalecimento muscular, cinesioterapia para estímulo do retorno venoso, eletroterapia, entre outras técnicas poderá contribuir e acelerar o processo de recuperação.

Nos Siga nas Redes Sociais: Twitter, Facebook, Instagram, Youtube . Adicione no grupo do Whatsapp

Deixe seu comentário e nos marque(@Sua Saúde) pra gente ver:

Nenhum comentário

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!