Drenagem linfática em grávidas





Mulher é um bicho esquisito. Grávida então, nem se fala. Quando estamos no "estado interessante", nosso corpo tem um aumento do volume sanguíneo que varia de 30% a 50%. Ou seja, temos a capacidade de reter em nosso organismo um volume de água até 8 litros acima do normal. O hormônio progesterona é o responsável por essa situação. Somem-se a isso: bebê + placenta + líquido amniótico e, é claro, algumas gordurinhas daquela fatia de bolo de chocolate à qual você não resistiu. Pronto! Dá-lhe desconforto, inchaço e sensação de peso nos pés e nas pernas. Uma alternativa para aliviar o mal-estar é a drenagem linfática, técnica que estimula o sistema linfático por meio de massagens, eliminando o excesso de líquidos e toxinas pela urina.

Mas a história não é tão simples assim. Como tudo que se faz durante a gravidez, com essa massagem também precisa-se ter cautela. Uma drenagem linfática mal executada pode estimular as contrações uterinas e causar até a precipitação do parto a partir do sexto mês de gestação.

Sendo um método fisioterapêutico, com efeitos colaterais se mal aplicada, deverá ser realizada por um fisioterapeuta devidamente qualificado. Este profissional é o único capaz de avaliar e monitorar as mudanças físicas, enfocando primariamente a manutenção do bem estar da gestante. É importante que esta converse com o seu médico sobre o procedimento, durante as consultas de pré-natal. Uma vez autorizadas pelo obstetra, as sessões de drenagem linfática podem ter início logo nas primeiras semanas de gestação, quando a mulher já começa a perceber mudanças no corpo e no comportamento. São indicadas até duas sessões por semana. A drenagem linfática previne e trata as complicações decorrentes da gestação, auxiliando no alívio de problemas circulatórios e musculares, bem como de outros problemas relacionados às mudanças hormonais, tais como enxaqueca, insônia, constipação intestinal e cansaço,além de proporcionar relaxamento à gestante.

Durante o período gestacional ocorrem inúmeras modificações no organismo feminino para proporcionar ao feto o máximo de desenvolvimento e independência, o que põe à prova todo organismo da gestante, e que poderá levá-la a relatar inúmeras queixas.

O edema (inchaço) de membros inferiores faz parte das queixas mais freqüentes. Seu surgimento está ligado à circulação linfática, seja diretamente em conseqüência do aumento de aporte de líquido ou indiretamente em conseqüência de uma deficiência linfática específica.

A drenagem linfática manual estimula e controla circulação linfática, diminuindo a instalação do edema. Portanto, adota um papel tanto de prevenção quanto de reabilitação destas pacientes tão especiais, buscando não só devolver-lhes todas as capacidades e habilidades que, em decorrência da gravidez poderiam estar alteradas, mas tentar resgatar, através do toque lento e rítmico da drenagem, a mais plena harmonia entre corpo e mente da gestante, tão modificados neste período. Durante a gestação há um aumento na produção hormonal, responsável por várias modificações estruturais e musculares. Alguns dos hormônios essenciais na gravidez são responsáveis pela tendência de reabsorver sódio, e isso causa a retenção hídrica.

Alguns dos benefícios da Drenagem Linfática são: o estímulo na circulação venosa e linfática, que reduz a retenção de líquido, diminuindo os inchaços típicos da gravidez, além de estimular a lactação e a dessensibilização das mamas, preparando-as para a amamentação, a prevenção e combate às varizes e sensação de pernas cansadas, previne à celulite, proporciona o alívio de tensões e redução de dores musculares, aumenta a sensação de relaxamento, ajudando a combater o estresse.

De todos os benefícios já citados para as gestantes, um, em especial, merece destaque: com as constantes sessões, as grávidas passam a se conhecer mais e aceitam melhor a nova identidade corporal. Desta forma, a mulher passa a ter aumento do bem-estar emocional, fortalecendo ainda mais o vínculo mamãe-bebê.
Drenagem linfática em grávidas Drenagem linfática em grávidas Editado por saude.chakalat.net on 08:41 Nota: 5

Nenhum comentário:

Comente com educação que o seu comentário será aprovado. Participe sempre!

Tecnologia do Blogger.